sábado, 3 de dezembro de 2011

poesia

“Rabisco coisas loucas em papel vital


Coisa banal a olhos insensíveis

Coisas minhas

Minhas palavras

Seus anseios...





Escrevo em mesa de bar barato

Onde a cerveja desce quente

E o cigarro purifica o ar

E o resto é pura sorte,

Sorte saber disso;

Não sofro com o futuro

Nem penso no passado,

Passo na vida de um modo cego





E a luz que se apaga nem me comove

Pois, a vida tem várias saídas

E refrões

E gritos

... e outras coisas pra se escrever”

12 comentários:

Rebeca dos Anjos disse...

Meditativo. Uma meditação boêmia, seria?

Comprei ontem o seu livrinho! Bem legal! E bom o blog também!

É sempre bom conhecer novas letras :)

Abs,

urbanascidades disse...

Romulo, desejo a ti, teus familiares e todos os visitantes do teu blog um Feliz Natal. Aproveito para informar que dia 02 de janeiro estreia Urbanascidades 2012, igual mas...diferente.
Paulo Bettanin.

lidiane lobo disse...

Gostei do seu espaço... Estou divulgando o meu livro "poesia é quase isso", que acabo de publicar pelo Clube de Autores. Busco pessoas que também escrevem e divulgam sua obra de forma independente, para poder compartilhar experiências! Abraços.

Maria Oliveira disse...

Oi,vim conhecer seu Blog,amei e já estou super seguindo,parabêns por seu cantinho e muito sucesso aqui!

Te convido para conhecer meu Blog e se gostar e puder seguir também,será muito bem vindo,sinta-se em casa!

Ah,tem 2 sorteios rolando por lá,participa!

http://umamulherbemvestida.blogspot.com

urbanascidades disse...

Romulo, convido a ti e a teus leitores para conhecerem e participarem com suas produções literárias do Urbanasvariedades, o modo long play do Urbanascidades, blog cultural de produção coletiva. Visite urbanasvariedades.blogspot.com. e solte o verbo.
Um abraço,
Paulo Bettanin.

Marisa Pasternak (anjopoesia) disse...

inda poesia...
Parabéns pelo Blog também...

C.Regina disse...

E outras coisas pra escrever...
muito boas ein! agora precisa atualizar mais o blog!!rsrs
mais poesias né moço? beijos

Amapola disse...

Bom dia.

O nome do seu bog chamou a minha atenção, porque me senti a "imbecil".
Reflexão é muito bom.

Bela poesia.
Estou lhe seguindo.

Maria Auxiliadora (Amapola)

Anônimo disse...

Oi, encontrei você em frente a biblioteca Nacional, no Rio, me deste um folheto, eu amei o que escreveste e coloquei no Faceboock, muitos curtiram e elogiaram. Parabéns, siga em frente, sempre! Rose 30/05/2012

Lua de Sangue (A Origem) disse...

Oi galerinha, gostaria de pedir um favor a vcs.
Desculpa a invasão aqui na página, mas é q preciso da ajuda de vcs. Galera, gostaria de pedir a ajuda de vcs, peço q vcs sigam o blog luadesangue1.blogspot.com pois pra o blog poder ser parceiro de uma editora ele precisa ter no minimo 500 seguidores e gostaria que vcs me ajudassem. sigam com a conta do twitter e o email de vcs, divulguem pros seus amigos. Me ajudem por favor.
Conto com vcs.

Elas Leram disse...

Oiê! Passando para uma visitinha e para divulgar o Elas Leram. Novo blog de literatura e cinema. Passa lá pra conferir, quando puder,.

Beijocas

www.elasleram.blogspot.com.br

Tânia Gauto disse...

nunca me senti tão perto, tão dentro de um poema! é muito bommmmmmmmmm

Visitantes

Loading...