sábado, 5 de maio de 2007

“Este silêncio que passa
Esta dúvida que fica
Vontades a flor da pele
Colo-me em covas faciais
Estou ouvindo o silêncio
Estou em jejum
Maravilhado com as probabilidades do silêncio
Um autêntico mundo novo
Onde minha saudade é doce
Onde minha saudade é do’ce”
(Ouro Preto, 30 abril de 2007)

Nenhum comentário:

Visitantes

Loading...