domingo, 18 de março de 2007

“Preciso dizer-te que esta complicado esquecer-te
todas esta fugas nas canções fazem-me chorar
e isto eu não quero mais,
apague-me a memória por favor
estou torto, torpe, e você ainda sorri
para falar a verdade;
queria dizer-te que não quero esquecer-te
vou permanecer neste delírio constante
imaginando nossos passos embriagados de amor
olha só para mim, ainda te quero,
mas não tenho coragem de olhar sua foto”
(Ouro Preto, 04 dezembro 2006)

Nenhum comentário:

Visitantes

Loading...