quarta-feira, 14 de março de 2007

“Porque faz de mim sua música
seu soneto, seu acorde
acorde, não sou seu!
Penso em você
Mas sou de todas
Musas, feias...
Eu puro,
Sujo como queiram
Sou eu...
Amem-me ou apenas satisfaçam-me
Sou ave que não voa
Sou chão que não se toca
Sou você, sou eu, sou eu!
Apenas eu”
(Ouro Preto, setembro 2006)

Nenhum comentário:

Visitantes

Loading...