domingo, 28 de novembro de 2010

XXII

"A gente que tenta
consegue seguir seguido
o rumo da chuva
o tom da lua
a noite que acaba
que me acaba
derrubando-me as estruturas,
não dá para não vacilar
vem o dia
o sol que surge como um
soco no olho
quando a porta é aberta...
e na partida fica
algo de mim lá dentro,
para o meu querer
a noite nunca tem fim
e mesmo com o olho inchado
continuo
conseguindo seguir o bloco dos desavisados
que não são como eu,
são como comida
que nutre
que vivo para criar
um sonho bom
para quem me Lê"

Nenhum comentário:

Visitantes

Loading...