terça-feira, 26 de junho de 2007

“Torno-me silencio e olhares
Tímidos suspiros num caos sentimental
Torno-me ilusão,
Torno a pensar em pureza
Nunca foste pureza...
Foste olhares conturbados
...Conturbadores
...Vontades
Calo-me como a noite
Sinto o fogo e minhas entranhas
Perco o medo e não consigo gritar
Fumo incessantemente...
Te sinto tão distante,
Mas senta-se ao meu lado
Todas as noites
A sua lembrança”
Ouro Preto, 25 junho 2007)

Nenhum comentário:

Visitantes

Loading...