sexta-feira, 11 de maio de 2007

“Queria um dia estar em minha enrugada pele
Peça que joguem água fria em seu dorso
Morro, vibro, me contorço todo
Ao final danço sua fragilidade ilícita
Dama das meretrizes,
Parta meu coração anarquizado
Dama das meretrizes,
Acalenta meu rude coração”
Ouro Preto, 11 maio 2007)

Um comentário:

Bi Santos disse...

Anarquista...
admirador fiel das mulheres,
é como se um prostíbulo
fosse a alma do amor...
sei la: mulher, sexo...

Visitantes

Loading...