domingo, 18 de março de 2007

“Esta vontade de ser-te
de em ti estar
enaltece minha cálida memória,
se flores houvesse neste jardim
nenhuma poderia pensar em lhe dar
visto que não há flor alguma que mereça sua companhia
não há cheiro algum que rivalize-se com seu
e esta insensata vontade de em ti estar, insiste
..seguirei sem cessar-te os meus sonhos
porém, silencioso de meus anseios
estes guardarei no mais espaçoso canto de meu coração
coração este que lhe ofereço
em momentos de embriagada saudade provocada”
(Ouro Preto, 23 janeiro 2007)

Nenhum comentário:

Visitantes

Loading...