quarta-feira, 25 de agosto de 2010

X

"Na poesia inconstante
escrevo um verso seu,
pedaço de saudade
do tempo que o frio
era desculpa para nos aquecermos,
do tempo íntimo que
traz respostas com o olhar,
do tempo brusco que
não aceitou parar
no dia em que nos separamos"

Nenhum comentário:

Visitantes

Loading...