quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

CARTA AOS NOVOS TEMPOS MODERNOS

Carta aos novos tempos modernos
Rio de Janeiro 17 de novembro de 2009

Amigo meu, ando bem, um pouco preocupado, mas tudo segue bem.
Meu caro amigo, você se lembra de nossas conversas sóbrias sobre o mundo?
Pois é, temo muito que o mundo sofra muito com tudo que está por vir...
Vê se dá para acreditar:

Hoje acabei levantando mais cedo e tão logo recebi a notícia ruim; soube que EUA e China (lideres numa lista de maiores poluidores do mundo) disseram não a vida, a natureza.

Meu caro amigo, me pergunto, até onde o progresso pode permitir tal atroplamento da vida? E como é que nós permitimos isso, assim tão calados?

Um sentimento de medo, raiva, tristeza, vem e me desencoraja, um pouco (!), mas sabe, nao há de ser naa nao. Em breve vamos ter adquirido um super submarino e alguns caças, tudo para nos proteger de um eventual ataque de guerra.

Eu também não entendi muito quando o nosso atual Rei da Republica FEDErativa do Brasil disse numa reunião de uma tal de FAO la em Roma, nesta mesma data, que é um absurdo os gastos com a industria bélica, e disse mais:
"- Estes gastos poderiam ser convertidos em gastos com a alimentação para o mundo que sofre..."

São palavras dele mesmo!

Meu amigo,acho que estão conseguindo cada dia mais nos enganar. Eu não te disse que se a política resolvesse alguma coisa, ela seria proibida? (nota do editor: este é um provérvio portugues)

Gostaria muito de ter boas fotos para lhe mostrar daqui, peço desculpas, mas não podemos sair por aí assim, em puro lazer, há uma guerra civil acontecendo, oras é abafada por Olimpíadas, copa do Mundo, oras é mostrada nitidamente.

Temo muito pelos meus amigos que residem nas áreas de maior risco social, mas nem posso ter notícias também, seria quase suicidio duplo ir visitá-los. a policia e abandidagem andam de maos dadas e armadas aqui. Tá perigoso.

Bom meu Grande amigo, termino está carta aqui cheia de saudade dos bons tempos em que nossa preocupação era com o dia de aula seguinte,e assim que tudo se acalmar prometo que lhe visito.
Cordial e Grande Abraço.

Nenhum comentário:

Visitantes

Loading...