segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

SILHUETA ART ZINE EDIÇÃO 42 ANO IV NOVEMBRO DE 2009

"SALVE MEU DIA
MINHA CLARA NOITE
MEUS POUCOS SONHOS
E GRANDES
SALVE O QUE FOI NOSSO
AMOR
DÚVIDA
E MÚSICA
QUEIRA MEU SABOR
SOU DADO ASSIM MESMO,
QUANDO QUERO VOU FUNDO
QUANDO NAO,
O RASO É O LIMITE"

"O IMPULSIVO

Quando cheguei era tarde, o cheiro, o calor, o tempo, tudo que pretendia jazia sobre o ar da casa. Estava quase escuro, a luz fora negada de brilhar por conta de uma conta nao paga.
alguns tocos de vela..."

"Num instante era encontro
n'outro despedida
despedidas eternas
vinhas nua
por entre nuvens e sonhos
fostes
enxotada por palavras
nunca mais voltaste
nunca mais encontro
para sempre depedida"

Como se fosse a última vez,
ela sai, se vai
diz que volta algum dia
mas ao é precisa no olhar
e,
justo eu que tanto preciso
do olhar...
como da última vez
ela se foi
com um meu sorriso
com um meu olhar
tudo como se despedisse realmente"

Nenhum comentário:

Visitantes

Loading...