domingo, 13 de maio de 2007

"talvez teu torpor transceda-me
tinhamos taras tresloucadas
tecnicamente transparecia tua tez
tesouro turbulento e tinhoso
tirava-lhe os trapos
tinha-me como teu traste
teu teu tão temido tormento
tua tércia titubiava-me
taxaram-te tábida...
tens terna temperatura
tirei-lhe toda toxidez
tive medo,
tomei tudo
transcendi"
(ouro Preto, 11 maio de 2007)

2 comentários:

Bi Santos disse...

T... inédito! Nao vou comentar mais porq acho q seria desnecessário qualquer argumento diante de tamanho sentimento envolvido no poema!
Ler basta!

Isabel disse...

Tantos 't's tem no teu trabalho
Tive tempo total tirado tambem
uahuahuahaua

enfim.. gostei! seus trabalhos sao otimos! meu enderço vc sabe..

abraços!!!

Visitantes

Loading...